dicas de segurança

Dicas para Comprar um Veículo com Segurança

Nunca desvie a atenção no trânsito, reduza a velocidade e tenha atenção especial quando houver uma grande concentração de pedestres ou em locais com visibilidade prejudicada, como em cruzamentos. Recomendamos também os seguintes cuidados:

  1. Desconfie de preços atrativos. É muito comum o vendedor alegar doença em família. Essa situação pode ser um alerta que o veiculo possui problemas, e o comprador pode ser enquadrado no crime de Receptação, em função de ter concorrido para o recebimento de uma vantagem econômica.
  2. Procure comprar veículos de pessoas conhecidas ou de comerciantes estabelecidos. Isso facilitará a solução de eventuais problemas que surgirem com o automóvel (multas, bloqueios, procedência, etc.). Desconfie de veículos em nome de terceiros. É prudente um contato telefônico com o proprietário do veículo para confirmar que não há problemas.
  3. Evite fechar negócios à noite ou em finais de semana. Nesses casos você não tem como fazer nenhum tipo de consulta para checar a procedência do veículo ou eventuais problemas que impeçam a negociação. Caso seja inevitável, não dê grandes quantias como principio de pagamento.
  4. Não deixe que o vendedor traga o veículo até você. É importante que você saiba o endereço de residência do vendedor, pois em caso de problemas você sabe onde procurar. Cuidado pois estelionatários alugam imóveis (flats) para deixar o comprador seguro. É importante verificar a vizinhança.
  5. Tome cuidado na hora do pagamento. Caso a negociação exija um sinal para garantia do negócio, evite grandes quantias e faça através de cheque . Assim, caso haja algum problema você pode sustar o pagamento. Nunca pague o valor integralmente ou dê outro bem como parte de pagamento, sem checar informações importantes (6, 7, 8, 9), pois caso haja algum problema, dificilmente você conseguirá recuperar esse valor. Se você está vendendo, só aceite pagamento via TED. Tome cuidado com comprovantes de depósito de caixas eletrônicos!!!
  6. Verificar se a placa e chassi no documento são os mesmos que constam no veiculo. Normalmente nos dublês, apenas a placa confere com o documento, sendo que o chassi pertence a um veiculo furtado/roubado.
  7. Pesquise o histórico do veiculo no Detran. A pesquisa deve ser feita através de um despachante, verificando o histórico do veículo em relação a débitos (multas, IPVA etc), restrições (administrativos e judiciais) e Furto/Roubo. A pesquisa deve ser feita sempre à partir da numeração do chassi.
  8. É recomendável que o veiculo seja submetido a uma Vistoria de Chassi e Motor pelo Detran. A consulta do veículo através do sistema não é garantia de boa procedência. É IMPORTANTE que o mesmo seja submetido a Vistoria de Chassi, nos Postos de Vistoria do DETRAN ou CIRETRAN, visando garantir que as numerações identificadoras de chassi e motor não possuam adulterações. É uma exigência do próprio Detran para a transferência de propriedade!!!
  9. Verifique se o veiculo possui chaves reservas e manual do proprietário. A ausência desses acessórios pode ser indicativo de um veiculo furtado/roubado.Teste as chaves reservas, observando se, além de acionar o sistema de abertura (portas e combustível), faz o mesmo funcionar.
  10. Verifique se há vestígios de Reparação/Colisão . Utilizando um especialista de sua confiança verifique as condições gerais do veículo em relação a funilaria, pintura e estrutura, evitando problemas futuros que possam comprometer sua segurança.

  • Porto Seguro
  • Bradesco Seguros
  • Azul Seguros
  • Itaú Seguros
  • Sul América
  • Mapfre Seguros
  • AIG Seguros
  • Ace Seguros
Rua Gilberto Sabino, 215 — 05425-020 — São Paulo — SP

Política de Privacidade © Economize no Seguro Administradora e Corretora de Seguros 2018. Todos os direitos reservados.