dicas de segurança

Segurança e eficiência na direção

A direção eficiente tem importância para economia, a segurança, o meio ambiente e, consequentemente, para a qualidade de vida das pessoas. Confira a seguir o que você pode fazer para contribuir.

Economia Sempre que possível, evite acelerar e ter que frear logo em seguida. Com a diminuição do acionamento das frenagens, você economiza combustível e as peças do seu veículo se desgastam menos.

Segurança Quando você se acostuma a adaptar a velocidade e antecipar o que ocorre no trânsito, você contribui na diminuição de acidentes graves. Você se desgasta menos no trajeto e pode se dedicar a outras atividades com mais conforto.

Preservação ambiental Com o menor gasto de combustível, a emissão de poluentes nas cidades também é menor. É bom para o meio ambiente e para você.

Manutenção preventiva É fundamental fazer regularmente uma manutenção preventiva para evitar problemas com o seu veículo, gastos extras e acidentes. Além disso, você reduz a emissão de poluentes e diminui o risco do seu carro quebrar nas vias. No manual do seu veículo, você encontra a periodicidade e a quilometragem nas quais os itens devem ser checados.

Veja, a seguir, alguns cuidados específicos:

  • Motor
  • - Utilize apenas um pano úmido para fazer a limpeza;
    - Use combustível de confiança e não acelere forte sem necessidade. Lembre-se também de trocar o filtro a cada 10 mil km;
    - Verifique o nível e troque o óleo e o filtro de acordo com a recomendação do fabricante;
    - Peça para inspecionarem e troque periodicamente o filtro de ar;
    - Verifique e complete o reservatório de água;
    - Fique atento ao período de troca da correia dentada do comando de distribuição de válvulas.
    Procure uma oficina de confiança se o seu carro não pega, engasga ou apaga irregularmente; se consome mais combustível; se o nível de óleo varia mais que o normal, ou ainda se há vazamento na garagem; entre outros sinais de anormalidade.
  • Transmissão
  • - Não dirija com o pé sobre o pedal da embreagem e troque de marcha suavemente;
    - Verifique o nível de óleo do câmbio, conforme recomendado;
    - Fique atento a roncos nos rolamentos ou estalos nas pontas dos eixos.
  • Pneus e rodas
  • - Controle a calibragem a cada 15 dias e antes de viagens longas; - Fique atento ao desgaste dos pneus: inspecione a profundidade dos sulcos, na lateral dos pneus; - Na hora da troca, procure pneus com a especificação indicada pelo fabricante, com menos de cinco anos de fabricação - a data é indicada também na lateral, numa seqüência de códigos após a sigla DOT. - Alinhamento, balanceamento e rodízio dos pneus precisam ser feitos dentro dos prazos recomendados pelos fabricantes.
  • Freios
  • - Cheque se o carro se mantém na mesma direção, sem puxar para os lados, nas frenagens; - Verifique pastilha, discos e mangueira, pelo menos, a cada 15 mil quilômetros; - Troque o fluido de freio uma vez por ano ou a cada 15 mil quilômetros (especificação indicada pelo fabricante).
  • Direção, suspensão e amortecedores
  • - Em caso de direção hidráulica, controle o nível de óleo com o motor ligado. - Leve o veículo a um especialista para checar os amortecedores a cada 30 ou 40 mil quilômetros.
  • Itens de emergência e segurança
  • - Saiba a localização e confira o estado ou a validade do triângulo, macaco e extintor; - Em caso de colisões, troque o cinto de segurança e os airbags. Verifique as condições do sistema retrátil e da trava, do cadarço e se o fecho trava e libera sem problemas.
  • Visibilidade
  • - Para garantir uma melhor visibilidade, acomode grandes volumes no porta-malas Ao deixar qualquer objeto entre o espelho retrovisor interno e o vidro traseiro, além de atrapalham a visibilidade, você corre o risco de que esse seja arremessado para frente em caso de colisão. Veja mais alguns cuidados que você pode ter:
    - Evite colar adesivos nos vidros traseiros e, na ausência de ocupantes, abaixe os encostos de cabeça do banco traseiro;
    - Verifique altura do cinto de segurança, os ajustes do banco e dos retrovisores. O retrovisor deve refletir o máximo da área do vidro traseiro e os externos devem refletir o máximo possível do meio externo;
    - Aerofólio - se o veículo for um sedan, deve ser instalado o mais baixo possível e, for um hatch, deve ser instalado sem sobreposição com a serigrafia superior do vidro traseiro;
    - Break-light - este equipamento deve ser o menor possível e, preferencialmente, instalado na região superior do vidro traseiro;
    - Altofalantes traseiros - aproveite os espaços laterais destinados para eles. Caso seja instalado no porta-pacotes traseiro, deve ser colocado o mais baixo possível;
    - DVD/CD player - quando destinados aos ocupantes traseiros, sua instalação deve ser feita atrás do encosto de cabeça;
    - Evite modificar a suspensão de forma que a dianteira do veículo fique mais baixa do que a traseira - prejudicando a visibilidade traseira e lateral;
    - A melhor localização para um passageiro no banco traseiro é próximo às laterais do carro;
    Se precisar substituir o parabrisa ou o vidro traseiro, prefira os originais. Você reduz o risco de deformações nas superfícies que geram distorções sobre o campo visual. Mantenha também a originalidade dos espelhos retrovisores, para evitar o aumento de pontos cegos;
    - Verifique se o seu retrovisor interno possui o recurso "antiofuscante". Ele melhora a visibilidade noturna, evitando a reflexão de luz e a perda momentânea da visão;
    - Quando não for possível a ventilação para desembaçar os vidros, direcione o fluxo de ar ao parabrisa e utilize o desembaçador traseiro. Uma solução caseira, para diminuir embaçamento dos vidros, é passar água misturada com um pouco de detergente ou sabonete líquido, numa mistura que não faça espuma.
    - A utilização de películas nos vidros pode comprometer a visibilidade, ainda mais se estiver fora das especificações legais. Fique atento à sua segurança ao dirigir e à respectiva legislação vigente que estabelece limites de transparência;
    - Verifique o estado das palhetas e troque-as se você perceber ressecamento, vibrações ou ruídos causados pelo uso dos limpadores;
    - Em caso de pneu furado, pane ou acidente, evite parar em curvas, ligue o pisca alerta, coloque o triângulo de segurança a, pelo menos, 30 metros da traseira do carro;
    - Evite a utilização desnecessária da luz de emergência e não use farol alto quando estiver atrás de outro veículo ou próximo de um carro em sentido contrário;
    - Não altere, por conta própria, as lanternas do veículo, mantenha-as sempre originais e faça manutenções preventivas do sistema de luzes. No início de 2009, entrou em vigor a regra de uso de faróis com descarga de gás (xenônio), exigindo que os veículos novos saiam com dispositivo de limpeza e de regulagem.
    Fonte: Porto Seguro Cia de Seguros Gerais

  • Porto Seguro
  • Bradesco Seguros
  • Azul Seguros
  • Itaú Seguros
  • Sul América
  • Mapfre Seguros
  • AIG Seguros
  • Ace Seguros
Rua Gilberto Sabino, 215 — 05425-020 — São Paulo — SP

Política de Privacidade © Economize no Seguro Administradora e Corretora de Seguros 2018. Todos os direitos reservados.